Featured Posts
Posts Are Coming Soon
Stay tuned...
Recent Posts
Archive
Search By Tags
Follow Us
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • Amanda Palma

Karma Yoga e minha experiência na Fazenda Hare Krishna

“Karmani eva adhikaraste ma phalesu kadacana”

“Sua escolha é somente quanto à ação, jamais quanto ao resultado.” BG 2.47

Um Karma Yogui é aquele que realiza cada uma das suas ações com capricho e dedicacao, sem esperar ou antever um ou outro resultado. Cuida de si, dos outros, das coisas e do coletivo com perfeição, sem esperar nada em troca, sem pedir por um resultado específico. Se desapegando assim da ansiedade de saber o que vai acontecer, mas tendo confiança que o esforço sempre é recompensado de uma forma ou de outra.

Tirando a ansiedade e o apego por prever fatos que apenas virão no futuro, a mente fica livre pra criar, o corpo fica livre pra executar. Gerando mais ações, que por sua vez geram mais resultados.

Algumas pessoas nunca ouviram falar de yoga, e sao Karma Yoguis naturalmente, algumas passam anos e anos em templos, praticando e estudando yoga e não conseguem.

K.C, é fazendeiro da Fazenda New Gokul, que faz parte do Templo Bhaktivedhanta Manor, do movimento Hare Krishna no reino Unido. Assim como muitas pessoas que vivem em meio às plantas e animais ele é um Karma Yogui, sabe todas as formas naturais de cuidas das plantas, sem venenos e remédios, apenas pelo conhecimento dos ciclos da natureza. E está sempre, sempre em ação.

Neste dia da foto adubamos a terra e plantamos semente de coentro. A felicidade do K.C por plantar era imensa.

Para colher tem que cuidar, adubar, tratar, para então plantar, cuidar, limpar as ervas daninhas, e só então colher os resultados.

O resultado futuro não importa agora, o que importa é a qualidade da ação que realizamos no presente. Uma mente ausente, ansiosa com o futuro não produz nada de qualidade no presente, e a consequência é que no futuro uma semente mal-plantada nunca germinará.

E o verso 48 do segundo capítulo da Bhagavadita resume o entendimento do Yoga: “Yogasthah kuru karmani sangam tyaktva dhanañjaya

sddhyasiddhyoh samo bhutva samatvam yoga ucyate“ “Estabelecido no Yoga, faça as ações abandonando o apego [ao resultado] e mantenha a mesma atitude frente ao sucesso e ao fracasso, Arjuna. Essa atitude de equilíbrio da mente é Yoga.”

10 anos depois do meu primeiro trabalho com agricultura eu volto pro campo, dessa vez com alimentação orgânica e permacultura na fazenda Hare Krishna / Bhaktivedanta Manor, no Reino Unido. Além do gosto de participar de um cultivo sem veneno, me deixa feliz que hoje aos 29 eu tenho mais resistência, mais disposição e força pra trabalhar do que aos 19 anos, quando eu trabalhei colhendo uvas para vinho. Não sofro mais pra acordar cedo (o trabalho só começa às 9:30 mas eu acordo às 5:30 pra fazer meu pequeno Sádhana e trabalhar um pouco no computador. Somente de dois anos pra cá venho trabalhando meu corpo e minha mente, cada vez estou assumindo uma atitude totalmente egoista de colocar minha saúde física e mental em primeiro lugar, pra mim isso significa muito menos uma rotina do tipo “fitness” mas quase sempre evitar alguns tipos de diversão que estão a nossa disposição para consumo. Tenho muito prazer em me sentir dentro de um corpo capaz de me levar onde eu quero chegar, sinto que meu corpo não deve ser um obstáculo, mas uma ferramenta. E quanto mais usamos uma ferramenta mais habilidade e agilidade adquirimos pra trabalhar. Se a cada 7 ou 8 anos todas as nossas células se renovam, estou iniciando a terceira versão de mim, e esta é a melhor de todas até agora, mas ainda muito pra melhorar.

 © Amanda Palma |  amanda.palma.az@gmail.com